Faça seu login ou cadastre-se
0
Seu Carrinho está vazio
Navegue por nossa loja e encha seu carrinho com as melhores ofertas!

Bomba Nautilus B9NRL-50 sem motor

Bomba Nautilus B9NRL-50 sem motor, peça usada em Motobomba B9NRL 50
Encontrar revenda

Características do produto

Informações Adicionais

SKU 42010007
Modelo da Motobomba B9NRL-50
Artigos relacionados
Artigos Relacionados
  1. Como a manutenção da piscina no inverno evita a água verde

    13/07/2018 12:07

    Um dos maiores temores de quem tem uma bela área de lazer é programar um banho de piscina e verificar que a água está verde. Só quem já passou por...
    Como a manutenção da piscina no inverno evita a água verde

    Um dos maiores temores de quem tem uma bela área de lazer é programar um banho de piscina e verificar que a água está verde. Só quem já passou por essa situação sabe como é chato encontrar essa coloração e não poder aproveitar o espaço ou receber convidados para se divertir com a família no momento em que mais se deseja. Esse problema é bastante comum no inverno, quando é fácil acontecer descuido ou esquecimento de cuidar da manutenção da piscina.

    No verão, ela representa um convite para se refrescar e fazer celebrações ao ar livre. Já nos meses mais frios, a tendência é deixá-la de lado até que as roupas de banho sejam bem-vindas novamente.

    Evidentemente, é possível curtir a piscina no inverno, mas a frequência de utilização tende a ser menor - o que não significa que os cuidados com a limpeza e com o tratamento devam ser descontinuados.

    No post de hoje, falaremos sobre a importância de realizar a manutenção da piscina no inverno. Mergulhe nas nossas dicas e se prepare para aproveitar a piscina o ano inteiro!

    Água verde: por que esse problema é comum no inverno?

    A cor verde na água da piscina é causada pela presença de algas. Se nada impedir o desenvolvimento dos microrganismos, eles se proliferam e dão essa coloração característica à água. Isso ocorre, sobretudo, em função da falta de tratamento ou devido à manutenção equivocada.

    No inverno, o problema ocorre com frequência em virtude das chuvas e dos ventos fortes que acabam gerando acúmulo de folhas, galhos e insetos na água. Além disso, na maioria das vezes, por desconhecimento sobre o assunto ou por falta de tempo, a manutenção da piscina e o balanceamento da água acabam sendo feitos de maneira indevida.

    A limpeza periódica e o tratamento da água são fundamentais para evitar a proliferação de algas e de larvas, que podem transformar a piscina em um potencial foco de doenças. Para ser benéfica ao banho, a água deve estar sempre límpida e cristalina. Além de ser um cuidado essencial para garantir o bem-estar de todos, a manutenção da piscina é importante para a sua saúde financeira, afinal, é mais barato manter tudo em dia do que realizar tratamentos de choque para tentar recuperar a qualidade da água.

    Como fazer a manutenção da piscina no inverno?

    Com relação à saúde da sua piscina, a prevenção é, sempre, a melhor solução. Por isso, é preciso realizar um tratamento contínuo e jamais abandonar a manutenção - mesmo durante o inverno. Confira algumas dicas para evitar a água verde:

    Não esvazie a piscina

    Todo mundo quer praticidade no dia a dia, certo? Esse desejo leva muita gente a pensar que a melhor maneira de manter a piscina no inverno livre de problemas é esvaziá-la.

    Na verdade, essa atitude pode trazer graves prejuízos à estrutura, independentemente do material. Nas piscinas de vinil, a falta de pressão do volume de água pode fazer com que o material se desloque das paredes – e se entrar água ou sujeita nesses vãos, isso é fonte de problemas e despesas. Nas de fibra, a pressão da terra pode levantar o fundo da piscina. Já nas de alvenaria o problema são as fissuras, que provocam vazamentos e fazem com que o revestimento de ladrilhos corra o risco de se soltar.

    Portanto, a manutenção da piscina é a melhor maneira de mantê-la sempre pronta e economizar, evitando reparos e investimentos desnecessários.

    Remova a sujeira

    Galhos, folhas e insetos que caem na piscina provocam turbidez e afetam a coloração da água; portanto, é fundamental recolher os resíduos.

    O procedimento é bastante simples: basta retirar os detritos com a peneira. Lembre-se de que é muito mais fácil fazer isso enquanto eles estão na superfície - ou seja, antes de eles se firmarem no fundo da piscina.

    Esfregar os azulejos e a borda também é importante, assim como aspirar o fundo da piscina. Dependendo da frequência de utilização, esse procedimento pode ser feito a cada 15 dias.

    Realize o tratamento químico da água com assiduidade

    Nos meses mais quentes do ano, os cuidados com a piscina devem ser redobrados devido ao seu uso mais frequente, mas ela também demanda atenção durante as outras estações.

    As algas vão se reproduzindo com assombrosa facilidade e constância e vão tornando cada vez mais verde a aparência da água. Portanto, é essencial realizar a manutenção da piscina regularmente.

    O pH e a alcalinidade devem ser medidos e, se necessário, corrigidos. Isso pode ser feito com a ajuda de medidores e de produtos específicos. O pH deve estar entre 7,2 e 7,6, e a alcalinidade entre 80 e 120 ppm (partes por milhão). Se você utiliza aquecedores, é importante saber que a água quente tem uma tendência a elevar o pH, consequentemente, é preciso fazer avaliações mais frequentes.

    O residual de cloro livre também deve ser monitorado por meio de estojos de testes. O seu nível ideal é entre 1,0 e 3,0 ppm.

    Não deixe a água parada

    A água parada é o ambiente ideal para a proliferação de algas e outros parasitas. A manutenção da piscina também exige que a água seja filtrada diariamente para mantê-la limpa e em constante movimento.

    Evidentemente, durante o inverno os equipamentos como bomba e filtro podem permanecer menos tempo ligados do que no verão - cerca de três horas por dia são suficientes.

    O tratamento contínuo facilita os processos, e também torna a manutenção mais barata, diminuindo o gasto com produtos químicos.

    Agora que você já sabe a importância da manutenção da piscina no inverno para evitar a indesejável água verde, que tal aprender outros cuidados necessários durante os meses mais frios? Até a próxima!

    [widget id="media_image-9"]

    O post Como a manutenção da piscina no inverno evita a água verde apareceu primeiro em Nautilus.

  2. Água verde na piscina: como evitar?

    16/03/2017 15:03

    Chegar em casa após um dia cansativo, relaxar com a família e encontrar a água da piscina clorada, cristalina e pronta para o uso é o sonho de...

    Como evitar a água verde na piscina?

    Chegar em casa após um dia cansativo, relaxar com a família e encontrar a água da piscina clorada, cristalina e pronta para o uso é o sonho de todos. Mas esse sonho pode transformar-se em pesadelo se houver água verde na piscina, afinal, essa coloração não combina com piscina própria para o uso.

    A cor verde na água da piscina ocorre devido a dois fatores: tratamento inadequado ou infestação por algas e micro-organismos.

    Além do aspecto visual, que transmite uma péssima impressão, quando a piscina não é tratada corretamente pode se tornar um foco de contaminação com a presença de micro-organismos que causam doenças de pele, respiratórias, conjuntivites, etc. O tratamento preventivo da água é a melhor defesa.

    No post de hoje, preparamos algumas dicas de como evitar a água verde na piscina. Confira!

    O que são as algas da piscina?

    As algas são micro-organismos trazidos pelos ventos e pelas chuvas, e proliferam-se nas piscinas quando existem condições favoráveis, como temperatura específica e água pouco clorada e com pH alto.

    O problema é que essas algas, além de dar uma coloração esverdeada na água da piscina, podem comprometer a saúde, pois facilitam o desenvolvimento de bactérias causadoras de doenças de pele, diarreia, infecções nos olhos, ouvidos, nariz e na garganta.

    Então, como evitar a água verde na piscina?

    Como já sabemos, a água verde na piscina é causada pela presença de algas no local, o que ocorre, sobretudo, em função da falta de tratamento ou manutenção equivocada. Para evitar a água verde na piscina, algumas dicas são fundamentais:

    Nunca deixe a água parada

    A água parada permite a proliferação das algas, que conferem a aparência verde à piscina. Portanto, filtre a água diariamente para mantê-la limpa e em movimento constante.

    Retire folhas e galhos

    O acúmulo de folhas, galhos e insetos que caem na piscina também afeta a cor da água. Por isso, passe, sempre, a peneira para retirá-los e lembre-se: é muito mais fácil remover esses detritos enquanto eles estão na superfície, ou seja, antes de eles se firmarem no fundo da piscina.

    De olho no tratamento

    Utilizando  alguns medidores e produtos específicos, é possível avaliar e ajustar o nível da alcalinidade e o pH para evitar a água verde na piscina. O pH deve estar entre 7,2 e 7,6, e a alcalinidade entre 80 e 120 ppm. O residual de cloro livre na piscina, da mesma forma, deve ser monitorado com os mesmos estojos de testes. O seu nível ideal, para piscinas residenciais, é entre 1,0 e 3,0 p. p. m., sem o que a água não estará devidamente “protegida”.

    Os produtos químicos são os responsáveis por manter a água sempre limpa e em condições próprias para uso. Quando o tratamento não é bem feito ou a periodicidade não é a ideal, uma das consequências é o aspecto esverdeado.

    Mas, atenção! Fazer isso apenas nos finais de semana não ajudará a evitar a água verde na piscina! As algas proliferam-se com constância, portanto, é preciso tratar a água regularmente!

    Para evitar que a sua piscina chegue a esse ponto, é preciso fazer um tratamento contínuo para que a água fique sempre limpa e clorada na medida certa. Existem equipamentos de alta qualidade que ajudam a manter a piscina sempre limpa e clorada, como os filtros que retiram o máximo de partículas de sujeira da água, os acessórios para limpeza que facilitam o processo de higienização, como as escovas, os aspiradores, e o Gerador de Cloro.

    Caso você não tenha tempo para realizar essa manutenção preventiva, vale a pena investir no trabalho de um profissional da área ou no tratamento automatizado na piscina da sua casa.

    Apesar de que, na estação mais quente do ano, os cuidados devem ser redobrados devido ao uso mais frequente da piscina, ela demanda cuidados durante o ano todo, e não apenas no verão.

    Mantenha a boa manutenção do local inclusive no inverno, para que a água não fique suja e impossível de ser recuperada: esteja sempre atento ao tratamento químico adequado e retire resíduos que caem na piscina.

    Esses são alguns dos pontos essenciais para você evitar a água verde na piscina e poder desfrutar tranquilamente dela, ao lado de sua família e amigos. Para ter a manutenção ideal de sua piscina, é recomendável, também, conversar com o profissional de confiança de sua loja de piscinas preferida.

    E então, ficou com alguma dúvida sobre como evitar a água verde na piscina? Escreva pra gente pelos comentários e até a próxima.  [widget id="media_image-8"]

    O post Água verde na piscina: como evitar? apareceu primeiro em Nautilus.

  3. A piscina da sua casa está pronta para ser usada?

    26/12/2016 00:12

    Com a chegada do verão e, em consequência, as férias escolares, nada como a família curtir o calor dentro da piscina. E, para aproveitar esses...

    A piscina da sua casa está pronta para ser usada?

    Com a chegada do verão e, em consequência, as férias escolares, nada como a família curtir o calor dentro da piscina. E, para aproveitar esses momentos gostosos, é preciso saber: a piscina está pronta para ser usada?

    Essa é uma informação extremamente importante, pois o que realmente não queremos é ter dores de cabeça em razão da qualidade da água, ou qualquer outra questão ligada à piscina de casa. Por isso, separamos algumas dicas importantes para você avaliar a melhor hora de realizar a manutenção da piscina da sua casa e, assim, ficar tranquilo para que você e sua família possam usar a piscina sem preocupação:

    Verifique o filtro da piscina

    Primeiramente, é indispensável avaliar o sistema de filtração da piscina: quais as condições da areia ou outro elemento filtrante; eles estão em condições de desempenhar o seu papel de remover as partículas em suspensão na água da piscina? É necessário trocar a areia ou lavar o elemento filtrante? Esses são questionamentos muito importantes e que devem ser observados antes mesmo de se permitir a utilização da piscina para uso.

    A limpeza da piscina é fundamental

    Após a checagem do sistema de filtração e verificar se ele está funcionando plenamente, agora é o momento para limpar a borda e aspirar o fundo da piscina e iniciar o processo de filtração. Para isso, é fundamental você ter produtos que não danifiquem a estrutura da piscina, ao mesmo tempo em que realizam efetivamente a limpeza da oleosidade e o acúmulo de sujeira. Nas piscinas de concreto ou alvenaria, remova a infestação de algas presente nas juntas dos azulejos, fazendo uso de uma escova de aço inox, lembrando-se depois de aspirar o material decantado no fundo da piscina e de limpar a borda fazendo uso de produtos indicados para isso. Para piscinas de fibra ou vinil, as esponjas adequadas são as de nylon.

    Ajustes químicos

    Com o sistema de filtração operando normalmente e com a piscina devidamente limpa, é chegado o momento de verificar o equilíbrio químico da água e adotar um método de sanitização, etapas essas que vão garantir uma piscina agradável para usar e livre de bactérias e microrganismos indesejados. Por isso é importante ficar atento aos seguintes elementos, bem como os seus níveis ideais:

    Níveis de pH da água

    O nível de pH indica o equilíbrio da água da piscina, o quão ácida ou alcalina está a água da piscina. É importante manter esse nível em torno de 7,2 a 7,6. E, para isso, deve-se usar produtos químicos que aumentam ou reduzem esse nível, de acordo com o número indicado na medição. Uma fita teste ou um kit teste são fundamentais para ajudá-lo nesse trabalho e, assim, manter os níveis de pH da água dentro dos parâmetros ideais

    Alcalinidade total

    A alcalinidade, de forma simplificada, é a capacidade da água da piscina em manter o pH estável. Portanto, a alcalinidade total corresponde à soma da alcalinidade produzida pelas substâncias químicas alcalinas dentro da piscina. Manter uma alcalinidade dentro dos parâmetros ideais contribui para evitar variações acentuadas do pH e, assim, manter a água equilibrada por mais tempo, o que contribui para que haja uma necessidade menor de correção do pH da água da piscina. Para medir essa alcalinidade, faça uso de uma fita teste e, quando necessário, de produtos corretores da alcalinidade para manter os níveis recomendados para sua piscina.

    Cloro

    O cloro é um elemento sanitizante, ou seja, sua função é eliminar as bactérias ou outros microrganismos que contaminam a água. A quantidade do cloro a ser aplicada na água da piscina irá variar de acordo com uma série de fatores, mas principalmente em relação ao volume de água da piscina, a quantidade de sujeira (matéria orgânica) existente na água, a frequência de uso e a temperatura da água da piscina, assim como a quantidade de banhistas. Se houver dúvidas quanto às dosagens e os produtos químicos recomendados, siga as orientações dos fabricantes dos produtos químicos ou solicite ajuda a um Revendedor de sua confiança. Se precisar de ajuda para encontrar uma loja, acesse: http://www.nautilus.ind.br/revendas. Outra dica útil para a sanitização da água da piscina é a possibilidade de se utilizar um gerador de cloro na sua piscina, por ter um excelente custo-benefício, além de automatizar esse processo para você. Esses são alguns dos pontos essenciais para você ficar de olho na manutenção da sua piscina e, assim, desfrutar tranquilamente dela, ao lado da sua família e daqueles que ama. Por isso, converse com o seu profissional de confiança e fique atento para deixar sua piscina sempre pronta para usar! [widget id="media_image-8"]

    O post A piscina da sua casa está pronta para ser usada? apareceu primeiro em Nautilus.

Solicitar Orçamento:
Solicite seu orçamento através do formulário abaixo.
Se preferir, entre em contato diretamente pelo telefone ou e-mail.
  • Aproveite e cadastre uma senha abaixo para ter acesso completo ao maior Portal de Lazer do Brasil